Revista Brasileira de Avaliação
https://rbaval.org.br/instructions
Revista Brasileira de Avaliação

Instruções e Políticas

Políticas editoriais 

A Revista Brasileira de Avaliação (RBAVAL) é uma publicação da Rede Brasileira de Monitoramento e Avaliação (RBMA) que fomenta, abriga e divulga a produção de conhecimentos sobre teorias e práticas de avaliação. Com conteúdos de acesso aberto, aceita artigos em fluxo contínuo, consolidando-os em números semestrais exclusivamente digitais.

A RBAVAL aceita artigos em português, espanhol e inglês de autores de quaisquer nacionalidades. A linha editorial estimula produções multidisciplinares e intersetoriais e busca favorecer culturas avaliativas marcadas pelo respeito aos atores sociais, pluralidade e densidade metodológica, rigor na valoração e compromisso com a utilização dos estudos.

Ao promover o uso das avaliações em temas de interesse público, a RBAVAL busca contribuir para a garantia de direitos civis, políticos, ambientais e sociais no Brasil, para o aprofundamento da democracia e para uso inteligente de recursos públicos e privados.

 

Orientações gerais

Os trabalhos submetidos à RBAVAL são de total responsabilidade dos autores e não podem ser apresentados simultaneamente a outro periódico.

A RBAVAL aceitará material escrito em português, espanhol e inglês, de autores de quaisquer nacionalidades residentes em qualquer país.

A RBAVAL acredita que o diálogo internacional é essencial para que a prática da avaliação avance e por isso acolhe artigos nacionais e internacionais que possam aportar contribuições relevantes para as dimensões teóricas e práticas da avaliação.

A RBAVAL apoia os esforços relativos à visibilidade dos autores negros na produção científica. Assim, nossas publicações solicitam a autodeclaração de cor/etnia dos autores dos textos para tornar visível tal informação nos artigos. 

A RBAVAL apoia os esforços relativos à visibilidade das mulheres na produção científica. Assim, nossas publicações exigem que as referências bibliográficas ao final do artigo tragam o prenome das autoras e dos autores e não apenas suas iniciais.

A RBAVAL respeita os estilos dos autores mas recomenda que os artigos originais, ensaios e relatos de experiências, contenham elementos convencionais tais como: (a) introdução, com definição clara do problema, objeto ou experiência investigada; (b) método: descritos de forma objetiva e clara, de modo a permitir a melhor compreensão possível do percurso de investigação e sua eventual reprodução; (c) resultados e discussão, que podem ser apresentados juntos ou separados; (e)  considerações finais: apontando aprendizados, usos, desdobramentos, limitações e efeitos da avaliação ou pesquisa em questão.

 

Tipos de manuscritos

  1. Artigos originais: texto com até 8000 palavras que seja resultado de investigação empírica de natureza qualitativa ou quantitativa, que possa ser utilizado para aprofundamento do objeto de estudo, generalização de dados ou replicação de experiências.

  2. Ensaios: texto com até 6000 palavras que apresente análise e/ou revisão crítica de temas, fenômenos sociais e literatura relevante para o pensamento e a prática de avaliação.

  3. Revisões sistemáticas e metanálises: texto de até 6000 palavras que utilizem estudos primários como sua fonte de dados e que avaliem a qualidade metodológica destes dados, para então analisá-los (meta análise) e sintetizá-los, gerando novas evidências sobre o objeto de estudo.

  4. Entrevistas: texto com até 5000 palavras exclusivo para autores convidados pelos editores que discuta temas de relevância para o pensamento e prática da avaliação.

  5. Artigos de opinião: texto com até 3000 palavras exclusivo para autores convidados pelos editores que discuta temas de relevância para o pensamento e prática da avaliação.

  6. Relatos de experiência: texto com até 4000 palavras que descreva casos e experiências reais de monitoramento e avaliação, já realizadas ou ainda em curso, e que aportem contribuições significativas para o campo avaliativo e a formação de avaliadores.

  7. Resenhas: texto com até 1000 palavras que apresente resenha de livro de interesse para o campo avaliativo, com visão geral do conteúdo da obra, pressupostos teóricos e público a que se dirige.

 

Taxas de publicação e processamento

A RBAVAL não cobra taxas dos autores para a submissão ou publicação de trabalhos e os artigos aprovados para editoração passam por revisão técnica e de de línguas sob responsabilidade e custos da RBAVAL.

 

Processo de Avaliação

Todo original recebido pela RBAVAL é submetido a análise prévia. Os trabalhos não conformes às normas de publicação da revista são devolvidos aos autores para adequação e nova submissão.

A RBAVAL enviará confirmação de recebimento dos textos em até 48 horas úteis do envio dos mesmos para a revista.

Uma vez cumpridas integralmente as normas da revista, os originais serão apreciados por no mínimo dois (02)  pareceristas, que avaliarão a originalidade, abrangência, atualidade e atendimento à política editorial da revista.

Os pareceristas são indicados pelos membros do conselho editorial de acordo com o tema do trabalho e sua expertise e poderão aprovar, recusar e/ou fazer recomendações de alterações aos autores.

A avaliação dos manuscritos é feita pelo método duplo-cego, isto é, os nomes dos autores e dos pareceristas são omitidos durante todo o processo de avaliação.

A RBAVAL enviará a avaliação dos pareceristas em até 45 dias da data da confirmação do recebimento dos mesmos para a revista. Os autores terão então 15 dias para realizar os ajustes necessários ou para prover informações complementares solicitadas pela RBAVAL. O não cumprimento do prazo pelos autores acarretará em ampliação do tempo de análise das fases subsequentes, inclusive sua publicação.

A versão diagramada (prova de layout) será enviada, por e-mail ao autor responsável pela correspondência para revisão final, que deverá devolver o texto em até 5 dias corridos a partir da data de envio da mesma para o autor. A não resposta do autor neste prazo será considerada como a anuência do autor à proposição de layout enviada pela RBAVAL.

Nesta etapa somente serão aceitas correções de erros de layout, ou nos dados e textos que possam comprometer o entendimento. Esta prova não deve ser utilizada para alterar ou melhorar o estilo do texto

 

Revisão de línguas

A RBAVAL aceita trabalhos originais e inéditos, em português, espanhol e inglês e recebe contribuições tanto de autores brasileiros quanto de outros países.

Com vistas a assegurar um bom padrão de qualidade em suas publicações, a RBAVAL será responsável pela revisão final dos textos em português. Os textos enviados à RBAVAL em língua inglesa e espanhola devem ser submetidos à revisão ortográfica e gramatical pelos próprios autores (as).

 

Boas práticas científicas e éticas na pesquisa e publicação

Em sintonia com os avanços no campo da ética e das boas práticas científicas, todos os artigos aprovados são submetidos a teste de plágio e “autoplágio” ou republicação (publicação como material inédito de textos já publicados) na fase final do processo editorial.

Eventuais casos de má prática dos autores serão examinados e decididos por comissão ad-hoc formada por membros do conselho editorial e pelo editor, seguindo: (1) as Diretrizes Básicas para a Integridade na Atividade Científica do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq); (2) o Código de Boas Práticas da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP); (3) as orientações do Committee of Publications Ethics (COPE). 

 

Instruções aos Autores

Com vistas a assegurar o processo de análise duplo-cego, os artigos devem ser submetidos sem qualquer identificação de autoria. Para tanto, é necessário que os autores, no momento da submissão, retirem do corpo dos manuscritos informações que facilitem a identificação da autoria. Entre os itens que devem ser retirados estão agradecimentos, referências a projetos de pesquisa e autocitações. 

 

Folha de rosto

Todas as informações relacionadas à autoria dos manuscritos devem ser colocadas na folha de rosto, que pode ser baixada aqui.

A folha de rosto é um dos documentos a serem submetidos à RBAVAL em separado do texto do manuscrito, que deve seguir as orientações a seguir. 

 

Texto do Manuscrito

No texto da publicação não deve haver qualquer informação que possibilite identificar os autores ou instituições a que se vinculem. Digitar em folha padrão A4 (210X297mm), margem  de  2,5  cm em cada um dos quatro lados, fonte Times New Roman tamanho 12, espaçamento entre linhas de 1,5. 

Título: que expresse clara e sucintamente o conteúdo do texto, contendo até 10 palavras. O título deve ser escrito em negrito, com iniciais maiúsculas para nomes próprios e não utilizar siglas. Textos em português e espanhol devem ter título também em inglês.

Resumo: em português e inglês ou em espanhol e inglês com até 150 palavras. Nele devem ficar claros problema, argumento central, contribuição ao campo, materiais ou percurso empírico e escolhas metodológicas. Deve ser não estruturado, ou seja, não empregar tópicos tais como introdução, métodos, resultados etc., citações ou siglas, à exceção de abreviaturas reconhecidas internacionalmente.

Palavras-chave: ao final do resumo, incluir de três a cinco palavras-chave, separadas por ponto, com apenas a primeira inicial maiúscula.

A RBAVAL respeita o estilo e a criatividade dos autores para a composição do texto. Uma vez que o campo da avaliação é reconhecidamente plural, as publicações da RBAVAL procuram refletir tal diversidade. Contudo, será dada preferência a produções que sejam de interesse de gestores, avaliadores e pesquisadores e que sejam escritas de modo acessível ao amplo público que se interessa por avaliação.

 

Referências bibliográficas

Devem  seguir o padrão da American Psychology Association (APA). Para maiores esclarecimentos, recomendamos consultar manuais de normalização. As citações mais comuns ficam deste modo.

Um autor

Segundo Silva (2020), a equidade na educação superior pode ser… 

É deste modo que a equidade na educação superior (Silva, 2020) pode ser…

Dois autores

Para Freire e Faudez (1985), as perguntas são potentes alavancas…

As perguntas são potentes alavancas para a transformação (Freire & Faundez, 1985) 

Seis autores ou mais

Para Alves Filho et al. (2001)...

Autor institucional

Dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística [IBGE] (2003), mostram que…

Sem autor

Segundo a Lei n. 9.984 (2000), o modo de...

Para apoiar os esforços relativos à visibilidade das mulheres na produção científic, nossas publicações propõe adaptação do padrão APA. A lista final de referências bibliográficas deve deve conter o prenome das autoras e dos autores e não apenas suas iniciais.

Silva, Marisol. (2020). The pedagogical dimension of equity in higher education. education policy analysis archives, 28, 46. doi:https://doi.org/10.14507/epaa.28.5039

 

Sublinhados, negritos e itálicos

A  revista não utiliza sublinhados e negritos como grifo. O itálico deve ser exclusivamente utilizado para marcar palavras escritas em outro idioma.

O processo de feedback cumpriu importante papel na formação dos professores... 

 

Aspas

Aspas simples devem ser utilizadas com parcimônia exclusivamente para chamar a atenção de expressões ou títulos de obras.

‘porta de entrada’ e ‘público-alvo’. 

 

Uso de siglas

O uso de siglas deve ser evitado na medida do possível. A sigla deve ser citada na sequência da grafia completa das palavras que representa, na primeira vez que aparecer no texto. Nas demais passagens, apenas a sigla deve ser utilizada. 

Segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE)... Dados do IBGE também demonstram que...

 

Letras maiúsculas

Evitar o uso de iniciais maiúsculas no texto, com exceção das absolutamente necessárias.

Os integrantes do conselho foram unânimes em afirmar que o programa...

 

Citações literais

Deverão ser apresentados em itálico e entre aspas duplas no corpo do texto, quando menores do que três linhas). Se forem maiores que três linhas, devem ser escritos em itálico, sem aspas, destacados do texto, justificadas à direita, com espaço simples e fonte 11.

"Nós sempre reivindicamos que o posto de saúde tivesse a equipe completa, com médico, enfermeira, auxiliar, agente de saúde, dentista e auxiliar dentista. Aqui vivem quase cinco mil pessoas e não dá pra toda hora deslocar até a cidade pra ser atendidos" (líder comunitária)

 

Notas de rodapé

Notas de rodapé devem ser utilizadas com parcimônia, apenas para informações complementares de natureza substantiva. As marcações de notas de rodapé deverão ser sobrescritas e sequenciais.

Reiniciado1 em 2015, o programa foi desenhado com o......

1 O programa original criado em 2011 havia sido paralisado em 2014...

 

Figuras

Gráficos, fotografias, esquemas, ilustrações etc. devem ser citados como figuras (Figura 1, Figura 2, Figuras. 1, 2, 5-7, etc.) em ordem crescente à suas citações e seguir as orientações das seções "Uso de  Cores" e "Preparação e manipulação de figuras".

No caso de utilizar setas, símbolos, letras ou números para destacar partes das figuras certifique-se de identificar seu uso claramente na respectiva legenda.

Imagens contendo fotos de pessoas devem garantir que elas não possam ser identificadas, exceto nos casos em que a sua utilização tenha sido autorizada especificamente para publicação no artigo. 

 

Quadros e tabelas

Quadros e tabelas devem estar em alta resolução e ser submetidos em arquivos separados do texto, um a um, seguindo a ordem que aparecem no material. Devem ser elaboradas utilizando a ferramenta de tabelas do Microsoft Word ou redator de texto correspondente e nunca ser construídas utilizando espaços, tabulações e imagens. Mesmo o menor texto deverá estar perfeitamente legível.

Devem ser numerados e conter título e fonte. No texto os autores devem identificar o local onde tais elementos devem ser inseridos. O arquivo deve ser editável e, portanto, não ter sido retirado retirado de outros arquivos, como um print screen, por exemplo. 

 

Uso de  Cores

Embora a utilização de cores seja permitida, é importante que os autores (ou profissionais contratados para edição) se esforcem para garantir que o uso de cor não prejudique o entendimento para leitores com algum distúrbio de visão. Recomendamos que os seguintes recursos sejam consultados antes de preparar figuras ou tabelas utilizando cores:

 

Preparação e manipulação de figuras

Resolução e formatos

Gráficos, fotografias, esquemas, ilustrações etc. devem ser enviados nos formatos TIFF ou JPG, com alta resolução (300 ou 600 dpi). Recomendamos que os autores (ou profissionais contratados para edição) sigam as seguintes orientações:

  • Imagine se a figura será publicada ocupando a largura da página toda ou de uma coluna e então tenha certeza de que permite a perfeita leitura de todos os textos e símbolos utilizados.

  • Se você imagina que a figura usará a largura de uma página envie-a com uma largura entre 2500 e 5000 pixels.

  • Se você imagina que a figura usará a largura de uma coluna (ou meia página) envie-a com uma largura entre 1200 e 2400 pixels. 

Edição e manipulação

Ao preparar suas imagens tome cuidado ao utilizar filtros ou outro tipo de edição para incluir destaques etc. As imagens não devem ser manipuladas ou ajustadas em excesso, de forma que possam causar a má interpretação das informações. Recomendamos que os autores (ou profissionais contratados para edição) observem as dicas e exemplos a seguir:

 

Orientações para a submissão dos manuscritos

Os dois documentos (Folha de Rosto e Manuscrito) devem ser digitados no programa Microsoft® Word ou compatível, gravado em formato doc ou docx, para serem enviados para o email <revistabradeavaliacao@gmail.com>. 


Revista Brasileira de Avaliação

Share this page
Page Sections