Revista Brasileira de Avaliação
https://rbaval.org.br/article/doi/10.4322/rbma201408002
Revista Brasileira de Avaliação
Artigo Original

A Multidimensionalidade da Pobreza a partir da Efetivação de Direitos Sociais Fundamentais: Uma proposta de análise

Barbara Cobo, Leonardo Athias, Gilson Gonçalves de Mattos

Downloads: 0
Views: 46

Resumo

Este artigo explora medidas de pobreza multidimensionais e unidimensionais aplicadas no Brasil e em diversos outros países. Sob a perspectiva multidimensional, adapta ao contexto brasileiro uma metodologia desenvolvida no México (CONEVAL/Unicef/INEGI), que combina carências sociais e uma medida de rendimento, de forma a construir indicadores multidimensionais de vulnerabilidade para pessoas e domicílios. A partir das dimensões selecionadas, constroem-se quatro grupos mutuamente exclusivos: vulneráveis por renda e carências sociais (pobreza multidimensional); vulneráveis por carências sociais apenas; vulneráveis por renda apenas; e não vulneráveis. Com dados dos Censos Demográficos de 2000 e 2010, é estudada a distribuição espacial dos grupos e a evolução das dimensões relacionadas. Os resultados mostram relevantes especificidades regionais. No período intercensitário, maiores ganhos concernem o acesso à segurança social, enquanto o acesso ao saneamento continua um grande gargalo. Finalmente, apesar de grande avanço analítico, muito ainda precisa ser desenvolvido para o entendimento multidimensional da pobreza no Brasil.

Palavras-chave

Pobreza, pobreza multidimensional, metodologia, geografia, desigualdade social

Referências

ALKIRE, S.; FOSTER, J. Counting and Multidimensional Poverty Measurement. Oxford: OPHI, 2007. (OPHI Working Paper Series n. 07).

BAGOLIN, I.; ÁVILA, R. Poverty distribution among the Brazilian States: A multidimensional analysis using capabilities and needs approaches. In: ENCONTRO NACIONAL DE ECONOMIA, 34. Anais. Salvador: ANPEC, 2006. Disponível em: <http://www.anpec.org.br/encontro_2006. htm>. Acesso em: 04 dez. 2014.

BANCO MUNDIAL. More than a pretty picture: using poverty maps to design better policies and interventions. Washington: World Bank, 2007. Disponível em: <http://siteresources. worldbank.org/INTPGI/Resour\ces/342674-1092157888460/493860-1192739384563/More_Than_a_Pretty_Picture_ebook.pdf>. Acesso em: 04 dez. 2014.

BARR, Nicholas. The Economics of the Welfare State. Fourth Edition. London: Oxford University Press, 2004.

BARROS, P.; CARVALHO, M.; FRANCO, S. Pobreza multidimensional no Brasil. Rio de Janeiro: IPEA, 2006. (Texto para discussão n. 1227).

CONEVAL. Metodología para la medición multidimensional de la pobreza en México. Realidad, Datos y Espacio: Revista Internacional de Estadística y Geografía, Aguascalientes: INEGI; v. 2, n. 1, p. 36-63, 2012.

DEDECCA, C. S. A redução da desigualdade no Brasil, uma estratégia complexa. In: BARROS, R.; FOGUEL, M.; ULYSSEA, G. Desigualdade de renda no Brasil: uma análise da queda recente. Brasília: IPEA, 2007.

DRAIBE, S.; RIESCO, M. Estado de Bienestar, desarrollo económico y ciudadanía: algunas lecciones de la literatura contemporánea. Cidade do México: CEPAL, 2006. (Serie estudios y perspectivas, 55.).

DUCLOS, J.-Y.; ARAAR, A. Poverty and Equity Measurement, Policy, and Estimation with DAD. Berlim/Ottawa: Springer/IDRC, 2006. Disponível em: <http://www.ecn.ulaval.ca/~jyves/publications/pedag.pdf>. Acesso em: 04 dez. 2014.

ESPING-ANDERSEN, G. Three Worlds of Welfare Capitalism. In: PIERSON, C.; CASTLES, F. (Org.). The Welfare State Reader. Cambridge: Polity Press, 2000.

FERES, J. C.; MANCERO, X. El método de las necesidades básicas insatisfechas (NBI) y sus aplicaciones a América Latina. Santiago: CEPAL, 2001. (Series Estudios Estadísticos y Prospectivos.).

GASPARINI, L.; ESCUDERO, W.; MARCHIONNI, M.; OLIVIERI, S. Multidimensional Poverty in Latin America and the Caribbean: New Evidence from the Gallup World Poll®. CEDLAS WP 100. Buenos Aires: CEDLAS, 2011. Disponível: <http://cedlas.econo.unlp.edu.ar/archivos_upload/doc_cedlas100.pdf>. Acesso em:
04 dez. 2014.

GUIMARÃES, J.; JANNUZZI, P. IDH, indicadores sintéticos e suas aplicações em políticas públicas: uma análise crítica. Revista Brasileira de Estudos Urbanos e Regionais, Salvador, ANPUR; v. 7, n.1, p. 73-90, 2005.

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA (IBGE). Mapa de pobreza e desigualdade – 2003. DVD. Rio de Janeiro: IBGE, 2008.

______. Indicadores sociais municipais: uma análise dos resultados do universo do Censo Demográfico 2010. Rio de Janeiro: IBGE, 2011.

______. Síntese de indicadores sociais 2012: uma análise das condições de vida da população brasileira. Rio de Janeiro: IBGE, 2012.

INSTITUTO DE PESQUISA ECONÔMICA APLICADA (IPEA). Objetivos de desenvolvimento do milênio: relatório nacional de acompanhamento. Brasília: IPEA, 2010. Disponível em: <http://agencia. ipea.gov.br/images/stories/PDFs/100408_relatorioodm.pdf>. Acesso em: 04 dez. 2014.

IPEA. DATA. Metodologia na determinação das linhas de pobreza e indigência (por insuficiência no consumo de calorias por dia). s.d. Disponível em: <http://www.ipeadata.gov.br/doc/ metodologiaLP(Revisada).pdf>. Acesso em: 04 dez. 2014.

KERSTENETZKY, C. L. Desigualdade e pobreza: lições de Sen. Revista Brasileira de Ciências Sociais. São Paulo, Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Ciências Sociais – ANPOCS; v. 15, n. 42, p. 113-122, fev. 2000. Disponível em: <http:// www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102--69092000000100008&lng=e n&nrm=iso>. Acesso em: 04 dez. 2014.

LAVINAS, L; COBO, B. O direito à proteção social: perspectivas comparadas. Análises e Propostas, n. 37. São Paulo: F.E.S, 2009.

LAVINAS, L. 21st Century Welfare. New Left Review, n. 84, November-December, 2013. Disponível em: <http://newleftreview.org/II/84/ lena-lavinas-21st-century-welfare>. Acesso em: Nov. 2014.

NARAYAN, D. Voices of the Poor: Can Anyone Hear Us?. Washington: BIRD/Oxford University Press, 2000.

NERI, M. Pobreza e políticas sociais na década da redução da desigualdade. Nueva Sociedad: Democracia y Política en América Latina. Caracas: Fundação Friedrich Ebert; out. 2007. Disponível em: <www.nuso.org/upload/articulos/ p8-4_1.pdf>. Acesso em: 04 dez. 2014.

OLIVEIRA, J. S. (Org.). O traço da desigualdade social no Brasil. Rio de Janeiro: IBGE, 1993. Disponível em: <http://biblioteca.ibge.gov.br/colecao_digital _publicacoes.php>. Acesso em: 04 dez. 2014.

OLIVEIRA, L. S. Três ensaios sobre pobreza multidimensional. Tese (Doutorado em Economia) – Instituto de Economia, Universidade Federal do Rio de Janeiro, 2010.

ONU. Report on indicators for promoting and monitoring the implementation of human rights. HRI/MC/2008/3. Nova York: United Nations, 2008. Disponível em: <http://www2.ohchr.org/english/issues/indicators/docs/HRI. MC.2008.3_en.pdf>. Acesso em: 04 dez. 2014.

OSORIO, R.; SOARES, S. SOUZA, P. Erradicar a pobreza extrema: um objetivo ao alcance do Brasil. Rio de Janeiro: IPEA, 2011. (Texto para Discussão, n. 1619).

ROCHA, S. Pobreza no Brasil: afinal, de que se trata?. Rio de Janeiro: Editora FGV, 2003.

_______. Pobreza no Brasil: a evolução de longo prazo (1970-2011). Estudos e Pesquisas, n. 492 (XXV Fórum Nacional). Rio de Janeiro: INAE, 2013.

SABÓIA, A. L. COBO, B. Uma contribuição para a discussão sobre a construção de indicadores para implementação e acompanhamento de políticas públicas. In: ENCONTRO NACIONAL DE ESTUDOS POPULACIONAIS, 15., 2006, ABEP, Caxambu, Minas Gerais.

______. Um panorama recente da desigualdade no Brasil a partir dos dados da PNAD 2002. Rio de Janeiro: IBGE, 2004. (Textos para discussão. Diretoria de Pesquisas, n. 16). Disponível em: <ftp://ftp.dpe.ibge.gov.br/gdi/texdisc/Texto16-04.pdfm>. Acesso em: 04 dez. 2014.

SANTOS, M.; LUGO, M.; LOPEZ-CALVA, L. Refining the Basic Needs Approach: A multidimensional analysis of poverty in Latin America. In: SEMINARIO INTERNACIONAL: MEDICIÓN MULTIDIMENSIONAL DE LA POBREZA EN AMÉRICA LATINA, 2010. Disponível em: <http://www.cepal. org/deype/noticias/noticias/0/38360/Santos_Lugo__Lopez_Calva__Cruces_and_Battiston. pdf>. Acesso em: 04 dez. 2014.

SEN, A. Inequality reexamined. Cambridge: Harvard University Press, 1992.

______. The standard of living. Nova York: Cambridge University Press, 1987.

SOARES, S. Metodologias para estabelecer a linha de pobreza: objetivas, subjetivas, relativas e multidimensionais. Rio de Janeiro: Ipea, 2009.

(Texto para Discussão, n. 1381). Disponível em: <http://www.ipea.gov.br/sites/000/2/publicacoes/tds/td_1381.pdf>. Acesso em: 04 dez. 2014.

SPICKER, P. Definitions of Poverty: Twelve Clusters of Meaning. In: GORDON, D.; SPICKER, P. (Org.) The International Glossary on Poverty. Londres: Zed Books, 1999. p. 229-243.

STIGLITZ, J.; SEN, A.; FITOUSSI, J. Report by the Commission on the Measurement of Economic Performance and Social Progress. 2009. Disponível em: <http://www.stiglitz-sen-fitoussi.fr/documents/rapport_anglais.pdf>. Acesso em: 04 dez. 2014.

UNPD. Human Development Report – 2011. Nova York: UNPD, 2011. Disponível em: <http://hdr.undp.org/en/media/HDR_2011_EN_Complete.pdf>. Acesso em: 04 dez. 2014.

______. Human Development Report – 2013. Nova York: UNPD, 2013. Disponível em: <http://hdr.undp.org/en/media/HDR_2013_EN_complete.pdf>. Acesso em: 04 dez. 2014.

WILLIAM, Wilson. The Truly Disadvantaged: the Inner City, the Underclass, and Public Policy. United States of America: Chicago: University of Chicago Press, 1987.

ZIMMERMANN, C.; SILVA, M. O princípio da desmercantilização nas políticas sociais. Caderno CRH, Salvador; v. 22, n. 56, maio/ago. 2009. Disponível em: <http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0103--49792009000200010&script=sci_arttext> Acesso em: Nov. 2014.

5f4409e90e882548170d2b94 1598015026 Articles
Links & Downloads

Revista Brasileira de Avaliação

Share this page
Page Sections